Dicas sobre Champagne

CIVC-Photo Jean-Philippe/SIPA PRESS BALTELJá que a denominação Champagne (AOC – Appellation d’Origine Contrôlée) foi reconhecida esse mês no Brasil pelo Instituto nacional da propriedade industrial (INPI),  vamos tomar este pretexto paro beber um Champagne de verdade! Pois à partir de agora, só se chama Champagne o vinho espumante produzido na Champagne, região vinícola da França (um vinho não produzido na Champagne, não é Champagne…).

Adoro esse vinho, sinônimo das festas e dos momentos alegres da vida, que se pode tomar de varias formas: em aperitivo ou para acompanhar um jantar.

Champagne pode combinar muito bem com frutos do mar, camarões, caviar ou sobremesas, mas também com queijos … em função das aromas, uvas selecionadas ou do nível de açúcar que ele contem.

Já que estamos na véspera das duas maiores festas do ano, seguem aqui algumas recomendações de rótulos que gosto.

1. Ruinart Blanc de Blancs

ruinart-blanc-de-blancs

Elaborado a partir de vinhos procedentes exclusivamente de uvas chardonnay, (uva branca, então por isso que se chama Blanc de Blancs), esse Champagne elegante e fresco é um excelente aperitivo.

CIVC - Photo Philippe EXBRAYAT

Feito para ser compartilhado entre amigos e família em uma tarde de verão, relaxando em um terraço ensolarado…

Aromas

O nariz tem notas de frutas frescas, especialmente cítricas, com aromas de flores e frutas brancas (pêssego).

Harmonização

Casa perfeitamente com frutos do mar, como ostras ou caranguejos. Solha grelhada ou sashimi de peixe branco também é uma ótima combinação.

Assemblage
Assemblage 100% Chardonnay de diferentes safras (base colheita 2000. Cerca de 25% de vinhos safrados de 2 anos precedentes).

Aonde comprar

Parte do grupo bem instalado no Brasil, LVMH, assim como outras marcas famosas do grupo (Moët & Chandon, Veuve Cliquot), Ruinart se encontra nas adegas e lojas especializadas.

O site Adega Brasil vende para R$ 282,50

2. Brut Souverain de Henriot

champagne-henriot-souverain-brut-300x300

Descobri esse champagne numa degustação organizada pelo grande negociante bordalês Millesima. Provar Champagne em Bordeaux, qué estranho, né? Fui conquistada pela qualidade desse Champagne, a riqueza das aromas e a fineza da borbulha.

Essa vinícola é conhecida por elaborar Champagnes artesanais e refinados, de pequena produção, maturados por períodos muito mais longos do que os exigidos por lei. Seu excelente Brut Souverain é uma das mais finas cuvées não safradas de Champagne, tendo merecido 90 pontos da Wine Spectator, que admirou seu “estilo seco e sofisticado”.

Aromas

Frutas: pera, maça verde (granny smith), cítricas, um pouquinho de especiarias, gengibre.

Harmonização

Caviar, ostras, peixes defumados, sushi e sashimi.

Assemblage

40% Chardonnay e 60% Pinot Noir

Aonde comprar

R$ 297,50 na Vinci

3. Louise Brison 2004 / 2005 / 2006

A maioria dos Champagnes não tem safra (millésime), pois um Champagne é geralmente elaborado à partir duma mistura de varias safras. Algumas vinícolas produzem Champagnes Millésimés (safrados) ou seja com safras especificas sobre tudo quando o ano ficou bom e a colheita ótima. O enólogo da vinícola então escolha de produzir um Champagne com a colheita daquele ano só.

IMG_2405

Beber um Champagne Millésimé é um privilegio e ainda mais quando data de alguns anos atrás assim como neste caso.

Aromas

Frutas amarelas, flores brancas

Harmonização

Assemblage

50% Chardonnay e 50% Pinot Noir

Aonde comprar

R$ 197 qualquer ano na Cave Jado ; promoção de Natal: um Bourgogne Hautes-Côtes de Nuits offerto na comprar duma caixa (6 garrafas) de Champagne.

4. Jean-Pierre Fleury Brut e Brut Millésimé 1995

Mais um produtor desconhecido vendido na Brasil e trazido pela DelaCroix. São Champagnes um pouquinho mais encorpados e aromáticos pois a uva predominante é o Pinot Noir!

Fleury-1995-Big

Harmonização

Casa com pratos leves tipo peixes, frutos do mar mas também com carnes rosadas e sobre tudo com sobremesas contendo mel, nozes ou amêndoas.

Assemblage 

85% Pinot Noir e 15% Chardonnay (Brut) / 80% Pinot Noir e 20% Chardonnay (1995)

Aonde comprar

R$ 195 (brut) / R$ 235 (1995) na Delacroix

Paris: CIVC-DINER EN TETE A TETE-SIPA PRESS-JP BALTEL

5. Taittinger Prestige Rosé Brut

taittingerQual mulher não gosta de Champagne Rosé? Senhores, isso é uma dica para seduzir neste final de ano! 😉

O Champagne Rosé é elaborado com um pouquinho de vinho tinto (Pinot Noir) e cor dele pode variar de intensidade. Sempre traz atenção e da um toque romântico e ainda mais festivo!

O Taittinger Prestige Rosé Brut é uma valor segura nos Rosés, segundo os profissionais. Delicado com aromas de frutas vermelhas, ele é refinado e elegante.

PIT65H065Harmonização

Perfeito no aperitivo, ele casa também com pratos a base de peixe o frutos do mar grelhados, com osso bucco, salada de queijo de cabra e figo, ou queijos tipo Comté!

Aonde comprar

R$ 288 na Santa Luzia ou outras lojas especializadas.

Agora, espero que comuniquei para vocês a vontade de tomar um Champagne neste final de ano!

Boas festas e um Feliz ano novo, repleto de descobertas francesas!

Joyeuses fêtes et Bonne Année!

2 comentários Adicione o seu

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s